sábado, 10 de março de 2012

Maranhão participa da greve nacional da educação


  fonte: Simproesemma
 
Data de Publicação: 9 de março de 2012 às 13:05
Pelo Piso, Carreira e pelo Plano Nacional de Educação. Com essa histórica bandeira de luta, trabalhadores da educação pública brasileira vão paralisar suas atividades nos próximos dias 14, 15 e 16 deste mês, respectivamente na quarta, quinta e sexta-feira, da próxima semana.
Os educadores do Maranhão vão fortalecer a luta, aderindo à paralisação nacional. Para isso, a direção do Sindicato dos Trabalhadores em Educação Pública do Maranhão (Sinproesemma) encaminhou convocação e orientações para todos os municípios do Estado, onde o sindicato possui representação.
De acordo com o presidente do Sinproesemma, Júlio Pinheiro, cada núcleo ou regional deve organizar sua agenda da paralisação. “Orientamos os núcleos municipais e delegacias regionais que mobilizem a categoria para aderir ao movimento, com realização de passeatas, ato públicos, panfletagens ou audiências públicas em câmaras municipais”, esclarece.
Em São Luís, o sindicato vai iniciar a programação da greve nacional com um grande ato público, na Praça Deodoro (concentração), Centro da capital. No segundo dia de greve, os trabalhadores participam de uma audiência pública, na Assembleia Legislativa do Estado, e no último dia está programada a apresentação do Estatuto do Educador, com o texto final, para que os educadores tomem conhecimento dos avanços conquistados na revisão do projeto.
Os horários para cada evento da programação de greve, em São Luís, ainda não foram definidos. Às vésperas da paralisação, o Sinproesemma divulgará, no site, no fecebook e no programa de rádio, novas informações, com a programação concluída.
 
Postar um comentário