sexta-feira, 22 de julho de 2011

A verdade além das palavras




“Sócrates afirma que a verdade pode ser conhecida, mas primeiro devemos afastar as ilusões dos sentidos e as ilusões das palavras ou as opiniões e alcançar a verdade apenas pelo pensamento.”
O pensamento deste grande filósofo nos ensina a buscar a verdade na sociedade que está em constante mudança de comportamento. Os maquiavélicos, pessoas inserida nesse meio costumam manipular, enganar e mentir descaradamente para alcançar facilmente seus objetivos. Nesse contexto de malícia, a população precisa acordar e pensar mais sobre essas armadilhas para não se tornar presas fáceis a esses predadores e mestres na arte da manipulação da  opinião pública e de transformar as pessoas em simples marionetes. Além de acordar e pensar é necessário aprender a conviver e se defender deste jogo da informação, promovido pela imprensa, mais específico a televisão, a qual divulga com tanta sutileza o conteúdo de seus interesses, para levar a população ao engano. Numa tentativa de convencer com imagens e textos editados os  mais vulneráveis a aceitar como  fatos verdadeiros suas opiniões ou de seus grupos políticos.  A exemplo, o pagamento dos professores referente ao mês de junho, noticiado pelo meio de comunicação local, TV Difusora Araioses, que os professores da rede municipal estavam recebendo seus vencimentos com aumento e férias “dado” pela prefeita, dando uma conotação  à população que os bravos professores estavam recebendo da mandatária deste município um grande aumento salarial o que não corresponde com a verdade.
As palavras ilustram o oposto a verdade. A verdade além do pensamento retirado do estudo feito ao Plano de Cargos e Carreira e Remuneração do Magistério de Araioses, lei nº 26, de 6 de maio de 2010, aprovado pelo legislativo e sancionado pela prefeita Luciana e que  mesma deve cumprir obrigatoriamente.
No  meio dos conteúdos da lei, retiramos como verdade absoluta o cumprimento da tabela salarial de 2010 e 50% das férias,  mas que no artigo 67 da mesma  lei do  referido plano diz que a remuneração de férias serão pago aos professores numa proporção de  2/3 os quais é direito garantido  os 50% DE  REMUNERAÇÃO pagos a título de férias é parcial pois 2/3 corresponde a 66.66%  de   remuneração total, o que foi  pago aos professores  ainda  foi calculado em tabela salarial  de 2009  aprovada para entrar em vigor  no ano  de 2010 o que não aconteceu,  após um ano da aprovação é que a lei,  agora em 2011, vem ser cumprida  parcialmente e a mídia da prefeita tenta passar as informações para população como grande feito da atual gestora. Tanto é verdade explicita no pensamento absoluto que os professores da primeira referencia salarial continuam com o mesmo salário R$ 604,00 desde outubro de 2009, porque até o momento a prefeita ainda não atualizou a tabela agregando o percentual de 21% de acordo com o artigo 73  do plano, portanto os professores estão tendo uma perca pois seus vencimentos não foram reajustados no mês de janeiro como determina o artigo acima citado. O que foi anunciado como aumento salarial não corresponde com a verdade explicita em nosso pensamento, pois não houve  ganho real estamos  perdendo.
  Onde está a verdade? Nas palavras ou no pensamento. Certamente está no pensamento representado pelo professor que por meio da leitura, pesquisa, reflexão encontra a verdade para contrariar /envergonhar os mentirosos e suas mentiras.
“ Não  deixe a sua mente parar e nunca pare de pensar”.

                      ****************
Postar um comentário