sexta-feira, 17 de fevereiro de 2012

Quem sou eu ?


O arayos 


Vez por outro sempre aparecem umas figuras  que gostam de impressionar  por suas retóricas e se acham acima do bem  e do mal se dizem  dirigidos por guias de luz, e não se definem  em sua caminhada . Muitas vezes, por se julgarem  conhecedores     da “verdade” , acham  que estão  imune.  Sem nenhuma investigação  ou pesquisa da vida de outrem  se acham no direito de usarem os meios que dispõem  para fazer juízos  de  valores  de pessoas que muitas vezes a conhecem superficialmente.
Parecem  que no fundo são recalcadas,  frustradas,  rejeitadas e  incapazes,  que  descarregam  seu veneno de acordo com sua conveniência,   afim de satisfazer seus anseios . Perfil que precisa de tratamento psiquiátrico, tem a capacidade de está nos dois extremos, capazes de manipularem seus  discursos  para DEFINIR ALGUÉM COMO  INCAPAZ ,  E em seguida TORNA-LO  SUPREMO.
Demonstram muitas preocupações com aqueles que na vida tiveram  poucas oportunidades ou não as tiveram  no sistema   social e econômico vigente. Mas ao analisarmos seus perfis percebemos, apenas que estão interessados em se da bem   e usam como pano de fundo: a miséria, a desordem social  para alcançar seus objetivos .  Vestem-se de verdadeiros  cordeiros mas são víboras esperando o momento do ataque para imobilizar sua presa e aplicar seu veneno  e a partir daí usufruírem das vantagens através de suas chantagens.
Pense você! Se em nosso meio há pessoas com esse perfil?  Talvez você ache que sim e as conhece,  pois seu discurso de defensor dos mais humilde não passa de alegoria carnavalesca...  No campo político partidária,  já denegriu grande parte de seus opositores se assim podemos chamá-lo ,  sempre depois de árduas  críticas   ou   de seu  juízo  de valores, quanto menos se espera  estão aliados.  De forma hipócrita tentam colocarem como personagem de muito valor, como uma fênix que renasceu das cinzas.
São as hipocrisias cotidianas, que enojam as pessoas, pois esses seres  têm diariamente  passado a imagem de está  acima do bem e do mal   e acha que tudo pode tudo  é  permitido.  Além ter um discurso maldoso usa os meios para atacar levianamente aqueles  que não se deixa levar pelos seus caprichos, bombardeando a vida  privada,  a quem  momentaneamente não lhes é conveniente.
Pena! Que muitas vezes essa carência, imaturidade já  não atingem aqueles que conhecem esse perfil e isso o torna vulnerável e causa-lhes   desespero que os deixam  acuados.  Já não podendo atingir de maneira verbal mudam de tática e tentam  aproxima-se   como  o lobo  na estória  da chapeuzinho vermelho.
Postar um comentário